Perfil Socioeconômico do Consumidor Idoso nos Arranjos Familiares Unipessoal e Residindo com o Cônjuge: Uma Análise de Dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (2008/2009)

Natália Calais Vaz de Melo, Karla Maria Damiano Teixeira, Marco Aurelio Marques Ferreira, Neuza Maria da Silva

Resumo


Com a maior longevidade e aumento de seu poder aquisitivo, os idosos têm se tornado consumidores cada vez mais assíduos, além de prezarem pela qualidade dos bens e serviços. Diante desse contexto, esse artigo objetiva delinear o perfil socioeconômico do consumidor idoso, que constituíam unidades domésticas unipessoais ou que residiam com o cônjuge. Os resultados permitiram concluir que os idosos são brancos, residem na área urbana do país, possuem ensino fundamental e, a minoria, está na faixa AB de renda. O arranjo familiar residindo com o cônjuge gasta mais do que o unipessoal no que se refere aos itens de despesas com habitação, despesas diversas, lazer, transporte, alimentação dentro do domicílio, fumo, produtos de higiene, assistência à saúde e vestuário. Conclui-se que entender as relações de consumo desse segmento é extremamente relevante a fim de que os bens e serviços oferecidos proporcionem satisfação e melhoria de sua qualidade de vida.


Palavras-chave


Idoso, arranjo familiar, consumo.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Qualis: B2 (Serviço Social), B5 (Direito), B2 (Interdisciplinar) e B4 (Enfermagem)