Educação continuada e seus reflexos na qualidade dos serviços prestados pelos assistentes sociais

Nilsen Vieira Marcondes, Elisa Maria Andrade Brisola

Resumo


Como forma de emitir respostas mais adequadas a esta sociedade em evolução contínua, é imprescindível aos assistentes sociais manter o foco da dimensão de sua atuação compreendida como prática emancipatória de sujeitos coletivos que se encontram em constante transformação. Diante disso, cabe ao profissional não perder de vista a necessidade de seu envolvimento em processos continuados de educação permanente. Por meio de uma pesquisa qualitativa, utilizando-se da história oral, através de entrevista semiestruturada, intencionou-se conhecer em que medida a educação permanente se reflete na qualidade dos serviços prestados pelos assistentes sociais que atuam nos Centros de Referência da Assistência Social e nas Organizações Sociais. Os resultados evidenciaram que a busca pela educação permanente, visando ao aperfeiçoamento dos serviços socioassistenciais prestados, aparece em todas as narrativas. Conclui-se, portanto, que uma possível compreensão unilateral da educação permanente como necessidade precípua somente dos profissionais envolvidos com a docência ou pesquisa deve ser reconsiderada.

 


Palavras-chave


Educação Permanente. Assistente Social. Serviços Socioassistenciais.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Qualis: B2 (Serviço Social), B5 (Direito), B2 (Interdisciplinar) e B4 (Enfermagem)