Estratégias dos Assistentes Sociais previdenciários sulistas frente ao desmonte do Serviço Social

Marina Coutinho de Carvalho Pereira, Ana Maria Baima Cartaxo

Resumo


O presente artigo resulta de uma pesquisa, a qual teve como objeto identificar se houve e como ocorreram as estratégias de enfrentamento dos Assistentes Sociais previdenciários na região sul brasileira frente à desestruturação do Serviço Social a partir das transformações societárias no campo do trabalho e da Política Previdenciária brasileira nas décadas de 1990-2000. O estudo tece considerações acerca dessas transformações, de seus impactos no exercício profissional do Assistente Social previdenciário orientados sob a perspectiva da Matriz Teórico-Metodológica do Serviço Social na Previdência Social / 1994, das ações profissionais dos Assistentes Sociais e das lutas da categoria em âmbito nacional e na região sul brasileira. Como resultado, identificamos que há estratégias de enfrentamento e resistências dos Assistentes Sociais previdenciários sulistas frente à tentativa de descaracterização da profissão no interior do INSS, havendo articulação da categoria com entidades representativas da profissão, sindicatos, outros profissionais, entre outros sujeitos não só regionalmente, mas nacionalmente.

Palavras-chave


contra-reformas previdenciárias; lutas coletivas e Serviço Social

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Qualis: B2 (Serviço Social), B5 (Direito), B2 (Interdisciplinar) e B4 (Enfermagem)