Condições de vida e o processo de trabalho dos Catadores de Papelão de Manaus

Michelle Andreza Pedroza da Silva, Therezinha de Jesus Pinto Fraxe, Suzy Cristina Pedroza da Silva

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi delinear as condições de vida e discorrer por meio do processo de trabalho, das pessoas que coletam materiais recicláveis em associações de catação das aparas de papelão, na cidade de Manaus, a partir de investigação de caráter exploratório qualitativo. A pesquisa mostrou que 20% dos catadores nunca estudaram e outros 30,0% responderam que têm o ensino fundamental incompleto, trabalham pelo menos 15 horas semanalmente, em condições muitas vezes de insalubridade, com um rendimento mensal de R$ 810,00. Esses atores iniciam seu trabalho com a catação nas ruas dos centros da cidade e o recolhimento nos pátios das indústrias, depois do processo de seleção, esse material é separado, pesado, prensado e por fim é amarrado em fardos de diferentes tamanhos até a comercialização. O trabalho realizado pelos catadores de papelão é fundamental para a promoção da reciclagem provocando uma cadeia inquestionável de benefícios ambientais à sociedade.

Palavras-chave


Trabalho, Cidade e Sociedade.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Qualis: B2 (Serviço Social), B5 (Direito), B2 (Interdisciplinar) e B4 (Enfermagem)