A Longa Jornada Social das Mulheres do Espaço Privado ao Público

Sandra Monica da Silva Schwarzstein, Nívia Valença Barros

Resumo


Este artigo é dedicado à jornada social, política e cultural que permitiu às mulheres romper com o confinamento do espaço privado para ocupar e intervir nos espaços públicos. Focalizamos nossa atenção nos desafios, conquistas, revezes e estratégias que marcaram essa jornada. Em nossa abordagem, discutimos questões como: crise da família nuclear, gênero, identidades, patriarcalismo, amor romântico, sexualidade e persistência da violência doméstica no Brasil. Dividimos o texto em duas seções principais. Inicialmente, discutimos o patriarcalismo e dois fatores inerentes ao seu gradativo enfraquecimento: (i) a crise da família nuclear e patriarcal, com base na obra de Castells (1999) e (ii) as transformações da intimidade (sexualidade) tal qual percebida por Giddens (1993). Em seguida, construímos uma retrospectiva do movimento feminista que foi, e é, o grande protagonista das mudanças já conquistadas. Concluímos identificando um dos grandes desafios remanescentes no Brasil: o da violência doméstica contra a mulher.


Palavras-chave


Público, Privado, Família, Mulher, Patriarcado.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Qualis: B2 (Serviço Social), B5 (Direito), B2 (Interdisciplinar) e B4 (Enfermagem)