Necropolítica e o Estado Moderno no Contexto do Colonialismo: descolonizar a mente para novas possibilidades de ver, pensar e agir

Vico Melo

Resumo


O debate sobre o Estado Moderno sempre gira em torno de dois campos filosóficos: os tradicionais e os marxistas. Entre os primeiros, o Estado é visto como uma entidade estática, neutra e racional, enquanto para os segundos o Estado é o lugar privilegiado da luta de classes em busca da dominação de suas estruturas de poder. Todavia, tais discussões não levam em consideração o colonialismo e sua lógica de violência que formatou as sociedades e os Estados na periferia do sistema mundo. Portanto, para compreender a necropolítica nas sociedades periféricas, este artigo se propõe a analisar e a propor novas possibilidades de ver, pensar e agir a partir de uma descolonização da mente.


Palavras-chave


Necropolítica; Estado Moderno; Colonialismo; Descolonial

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Qualis: B2 (Serviço Social), B5 (Direito), B2 (Interdisciplinar) e B4 (Enfermagem)