Discurso e prática na formação docente: as concepções sobre ensinar uma língua e o mito de Hermes

Ana Larissa Adorno Marciotto Oliveira

Resumo


O foco principal deste trabalho foi analisar o discurso e a práxis de três professoras de inglês de escolas públicas, da grande Belo Horizonte (MG), participantes de uma pesquisa-ação colaborativa, ocorrida nos anos de 2004 e 2006. No início da pesquisa, as professoras também faziam parte de um Projeto de Formação Continuada de Professores (Projeto EDUCONLE- FALE-UFMG). Por meio de sessões colaborativas, realizadas entre pesquisadora e professoras, e da observação participante de aulas, o estudo objetivou identificar as concepções das professoras sobre ensinar uma língua, bem como seu processo de reconstrução ocorrido ao longo do estudo. Os resultados assinalaram que a rede de colaboração entre pesquisadores e escola básica conduziu a mudanças discursivas, incidentes na ação docente e observáveis mesmo após as professoras terem perdido o contato direto com a rede de colaboração. Ademais, ressalta-se que as ações colaborativas conduziram à intensificação do desenvolvimento da autonomia crítica das professoras pesquisadas, num processo discursivamente demarcado, aqui representado pela imagem do deus grego Hermes.

Palavras-chave


pesquisa-ação colaborativa; discurso; ensino de línguas; concepções sobre ensinar

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.