Atividade profissional, incentivo da escola fundamental e grau de instrução da mãe: peças na formação do leitor universitário

Niura Maria Fontana, Neires Maria Soldatelli Paviani, Isabel Maria Paese Pressanto

Resumo


A formação do leitor é um processo de natureza sociocognitiva e cultural, envolvendo a interação de inúmeros fatores. Uma análise da relação entre fatores socioculturais e desempenho em leitura de alunos universitários primeiranistas foi realizada a partir de dados de pesquisa. Os dados foram colhidos por meio de questionário socioeconômico e cultural e de testes de leitura. Tomando por base pressupostos sociolinguísticos e socioantropológicos, o estudo procurou verificar que relações de interdependência se estabelecem entre fatores socioculturais e o desempenho desses leitores. O desempenho precário em leitura apresentou um grau elevado de associação com a variável exercer uma atividade profissional, numa amostra com 75% de alunos que trabalham. Por outro lado, o desempenho razoável em leitura apresentou um grau elevado de associação com o incentivo para ler, na escola fundamental, e com o grau de instrução materno em nível de pós-graduação.

Palavras-chave


leitura; cultura; fatores socioeconômicos; formação do leitor

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.