Comparação entre medidas acústicas de vogais em provas de repetição e conversa espontânea

Larissa Cristina Berti, Laiz Torres Reato

Resumo


O objetivo do presente estudo foi comparar medidas acústicas das vogais tônicas /i/, /a/ e /u/ em provas de repetição e conversa espontânea. Foram extraídas de um banco de dados, gravações de palavras produzidas por dez crianças com desenvolvimento típico de linguagem em conversa espontânea e repetição de palavra. Após a realização das medidas acústicas de frequência formântica, duração e intensidade das vogais, os valores obtidos nas duas situações foram comparados a partir do Teste T para Amostras Pareadas. Constatou-se, de modo geral, que não houve diferença entre os valores dos parâmetros adotados em provas de repetição e conversa espontânea. As poucas diferenças encontradas nas comparações podem ser explicadas pela presença de foco e/ou fenômenos hesitativos. É possível utilizar coletas de caráter mais naturalístico em pesquisas que utilizam uma metodologia instrumental para análise das vogais, desde que se considerem o contexto fonético e a tonicidade da sílaba do segmento vocálico.

Palavras-chave


Fonética; análise acústica; vogais; crianças

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.