Da redação escolar ao discurso um caminho a (re)construir

Rute Izabel Simões Conceição

Resumo


Este estudo investigou os resultados de uma proposta didática de reconstrução da discursividade na escrita manifesta em textos produzidos e reformulados por alunos iniciantes num curso de terceiro grau. Um estudo exploratório nas primeiras redações indicou que elas não se caracterizavam como uma proposta de diálogo conforme postula Bakhtin (1995). O corpus foi, então, submetido a duas fases de análise comparativa: na primeira verificou-se em que medida apresentavam as características de redação escolar e na segunda fase foi verificado se houve a desconstrução das formalidades características da redação escolar e se, em contrapartida, houve a reconstrução da discursividade conforme postulada em Guedes (1994), à medida que os textos foram sendo reescritos. Os resultados mostraram que um ensino de produção textual mais centrado no desempenho discursivo do aluno do que em aspectos formais e/ou estruturais do texto pode trazer consideráveis benefícios à produção verbal escrita dos alunos.


Palavras-chave


produção textual, reescrita, discursividade

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.