Comunidade acadêmica internacional? Multicultural? Onde? Como?

Désirée Motta-Roth

Resumo


Neste trabalho, tento refletir sobre multiculturalismo e linguagem, com base nas práticas de escritura, leitura e publicação de textos de lingüistas aplicados brasileiros. Entrevistas eletrônicas foram realizadas para tentar determinar em que medida essa comunidade acadêmica se vê como internacional e multicultural, considera importante a publicação, e se define como produtora de conhecimento. Os resultados apontam um consenso de que ainda sofremos de uma colonização teórica da academia anglofônica, embora já estejamos maduros o bastante para criar um corpo de conhecimento no país e tenhamos pesquisadores brilhantes em número suficiente para isso. Argumento que a solução pode se produzir 1) na consciência de nossas condições culturais (do papel das instituições, dos objetos, dos participantes na produção do saber e deste com questões de prestígio, poder e sucesso profissional); e 2) na transformação de nossas condições culturais através do diálogo, da confronto e do desenvolvimento de literacias acadêmicas.


Palavras-chave


práticas discursivas, contexto acadêmico, multiculturalismo

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.