Fluência da fala em segunda língua nas atividades monológicas e dialógicas

Célia D. S. Bell

Resumo


O objetivo deste trabalho é contribuir para a investigação sobre o fenômeno da produção da fala em segunda língua (L2), analisando a fluência da produção oral monológica e dialógica. Neste trabalho fluência é abordada em termos de velocidade e é avaliada em dois eventos distintos: monológico e dialógico. Seis aprendizes brasileiros de inglês como língua estrangeira, que freqüentavam o terceiro semestre de um curso de línguas em Florianópolis, participaram do estudo. Os dados foram analisados quantitativamente, isto é, o número de palavras produzidas foi divid ido pelo número de segundos gastos para produzi-las. Considerando que o objetivo do estudo foi analisar a fluência, em termos da velocidade, varáveis como correção, densidade lexical e complexidade foram ignoradas. Para esta análise, partes de palavra, repetições, e palavras que não pertenciam à língua alvo foram excluídas da análise estatística. Os resultados indicam que a natureza da tarefa afeta a velocidade. Outro achado confirma estudos anteriores (Riggenbach, 1989; Ejzenberg, 2000), mostrando que a velocidade é maior nos eventos dialógicos em comparação aos monológicos.


Palavras-chave


Produção da fala, fluência, monólogo, diálogo

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.