Ousar (re)existir: roupa do litígio

Elizabeth Fontoura Dorneles

Resumo


O artigo trata da relação de poder estabelecida entre o presidente de uma sessão legislativa e uma vereadora afrodescendente. O fato gerador da reprimenda que sofre a vereadora é seu vestuário. Analisamos o episódio a partir da perspectiva da Análise de Discurso. Convocamos Michel Foucault para encaminhar a reflexão acerca do poder, da resistência e do dispositivo, assim como trazemos Giorge Agamben que, a partir de Foucault, encaminha a noção de dispositivo paralela à constituição do sujeito. A análise mostra que a roupa funciona como dispositivo de poder que aciona a resistência. Aponta ainda que o presidente da sessão exerce o poder de forma distinta da vereadora.

 


Palavras-chave


Dispositivo; Poder; Política; Resistência.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.