Interação oral na sala de aula de língua estrangeira: implicações para a formação de professores

Douglas Altamiro Consolo

Resumo


Este artigo relata dois estudos sobre interação na sala de aula de inglês como língua estrangeira em uma universidade brasileira. Apresenta-se uma análise das falas do professor e dos alunos, e as visões dos alunos sobre as práticas comunicativas na aula de LE. Um dos pressupostos é que a sala de aula constitui um ambiente sociolingüístico no qual interlocutores utilizam as várias funções da linguagem para estabelecer um sistema de comunicação. Questionários e entrevistas foram utilizados para coleta de dados; aulas foram observadas e gravadas, e transcritas. Desenvolve-se uma reflexão sobre as características da sala de aula de LE que podem facilitar a aquisição de linguagem ou impor limitações ao comportamento verbal dos interlocutores, e se discute como esses fatores influenciam as interações professor-aluno e aluno-aluno. Sugerem-se relações entre as visões de professores e de alunos, seu engajamento no discurso de sala de aula e contribuições à formação de professores.


Palavras-chave


língua inglesa; interação; formação de professores

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.