Desenvolvendo a autonomia do aprendiz de inglês como L2/LE com o auxílio da técnica da sala de aula invertida: um estudo de caso

Mariana Santana Ofugi, Carla Janaina Figueredo

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar se e como o trabalho com a sala de aula invertida (SAI), uma técnica de ensino que pressupõe que os alunos estudem previamente o material a ser discutido em sala, utilizando-se, por exemplo, de vídeos passados pelo professor, pode auxiliar os aprendizes de inglês como L2/LE a se tornarem mais autônomos. O estudo em questão é um estudo de caso qualitativo realizado no Centro de Línguas da Universidade Federal de Goiás, e que contou com a participação de quatorze aprendizes e a professora-pesquisadora. Os instrumentos de pesquisa utilizados foram um questionário, gravação de três aulas completas em vídeo, uma entrevista realizada com os aprendizes ao final da pesquisa e notas de campo da professora-pesquisadora. Os resultados mostraram indícios significativos de autonomia por parte dos aprendizes após o trabalho com a SAI.


Palavras-chave


Sala de aula invertida; Inglês como língua estrangeira; Inglês como segunda língua; Autonomia do aprendiz.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.