Ensino da língua materna no Brasil: políticas públicas e reflexões sobre o curso de Letras

Rosália Maria Netto Prados, Sonia Maria Alvarez

Resumo


Propõe-se discutir a realidade atual dos cursos de formação de professores de Letras e sua política linguística e cultural. Essa discussão tem como base as políticas públicas culturais, educacionais e de ensino de língua materna, a fim de se explanar sobre o currículo do curso. Tem como objetivos, apresentar o contexto sociocultural em que se inserem os cursos de Letras na contemporaneidade; e identificar discursos político-educacionais de formação do professor de língua materna, bem como as políticas públicas para o ensino da Língua Portuguesa, no Brasil. Para o desenvolvimento desta discussão, a metodologia é a de uma pesquisa descritiva, de abordagem qualitativa, sobre as diretrizes curriculares, políticas de formação do professor e do ensino de língua materna. A estrutura acadêmica continua desatualizada, apesar da dedicação e suporte teórico de diferentes pesquisadores, cujos estudos científicos sobre a língua são agregados aos diferentes currículos dos cursos, mas de forma não efetiva.


Palavras-chave


Curso de Letras; Ensino; Política Linguística e Cultural; Formação de Professores

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.