Os multiletramentos nas aulas de língua portuguesa no Ensino Médio

Ana Maria Pereira Lima, Regina Cláudia Pinheiro

Resumo


Os professores de Língua Portuguesa do Ensino Médio vêm inserindo as tecnologias de informação e comunicação em suas aulas, no entanto, os potenciais dessas tecnologias têm sido, muitas vezes, subutilizados. Essa constatação nos instigou a investigar como esses professores trabalham os multiletramentos, por meio dos gêneros discursivos em ambientes digitais, em suas aulas de leitura e como é tratada a multimodalidade constitutiva desses gêneros. Para a realização deste trabalho, fundamentamo-nos, principalmente, em Rojo (2012), Pasquotte-Vieira; Silva; Alencar (2012), Costa (2003, 2010) e Cope; Kalantzis (2000) e filmamos aulas em que professores utilizam as tecnologias de informação e comunicação (TICs) no ensino de práticas de leitura para posterior análise. Os resultados comprovam que o professor participante, ao privilegiar o roteiro do livro didático, desconsidera a multimodalidade dos gêneros, legitimando apenas a modalidade escrita e desconsiderando os outros modos de construir sentido. Concluímos afirmando que a pedagogia dos multiletramentos pode oferecer contribuições para a problemática da leitura de gêneros oriundos da internet ou que circulam no ambiente digital.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.