Pesquisa on-line nos anos iniciais: convite ao plágio?

Maria de Fátima Teixeira Barreto, Keila Matida de Melo, Beatriz Pita Stival

Resumo


Este trabalho se insere no contexto das discussões acerca do uso da internet no meio educacional. Traz como questão: o encaminhamento para a pesquisa na internet, nos anos iniciais do ensino fundamental, é um convite ao plágio? Haveria modos de se trabalhar, nos anos iniciais de escolarização, sem que o plágio se tornasse algo natural? O plágio tornou-se uma preocupação no meio acadêmico, principalmente com o acesso às tecnologias digitais e às facilidades apresentadas pelos aparatos tecnológicos. Nosso estudo possui um enfoque investigativo e incide sobre concepções de plágio de alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental e se desenvolve a partir de questionário acerca das orientações que os alunos recebem quando lhes é solicitada uma pesquisa on-line. Os dados indicam pouca orientação para a pesquisa e principalmente apontam a necessidade de mudança na apresentação do investigado pelo aluno. Como contribuição, apresentamos indicação metodológica para a pesquisa na internet, tendo como caminho o questionamento, a busca orientada, a reflexão e a exposição do investigado por meio de gêneros discursivos, como curtas, adivinhas, verbetes, glossário, frases, entrevistas, cartas ao leitor, dentre outros. Por meio dos gêneros, o aluno irá recriar o texto lido, ou promover recortes, retirando elementos essenciais da informação, sem desconsiderar as normas de citações de autores, como aspas e referências de fala de outrem.


Palavras-chave


Plágio;Pesquisa escolar; Gêneros discursivos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.