As possíveis alfabetizações (entre Universidade e Escola) pela visão dos docentes

Ludmila Thomé de Andrade

Resumo


Apresento em linhas gerais os resultados de uma pesquisa-formação que teve por objetivo a exploração de possibilidades e o enfrentamento de impossibilidades do diálogo Universidade-Escola. Tomo como fundamentação teórica a abordagem discursiva bakhtiniana, considerando que as interlocuções acontecidas no campo da pesquisa formação, destacadas como eventos de pesquisa, podem se tornar, numa dimensão discursiva macro, acontecimentos discursivos, intervenientes na formação discursiva em plena constituição. O investimento metodológico foi a experimentação de estratégias didáticas de formação continuada junto a professores alfabetizadores, num processo contínuo, de longo termo, em que prevaleceu o objetivo de fazer os professores escreverem sobre suas práticas, de modo a publicar seus textos em espaços destinados a pares professores. Aqui elenco os achados de pesquisa, os relatos, buscando enquadrá-los na dimensão histórica de uma formação discursiva que está se fortalecendo na trama de enunciações que se vêm produzindo.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.