Identidade, diferença e pluralidade: um olhar para a sala de aula

Eliane Brenneisen, Ana Maria de Fátima Leme Tarini

Resumo


Este artigo propõe abordar o tratamento comumente dado às múltiplas identidades assumidas pelos alunos na sala de aula. Para tanto, busca-se discutir o conceito de identidade, diferença, e a necessidade de se construir a qualificação de professores baseada na pluralidade. A partir de dados coletados no “livro de ocorrências” de um colégio estadual, procura-se compreender as origens da indisciplina. Observa-se que há um apagamento das diferenças na sala de aula e que não se problematizam questões de identidade e diferença. Compreende-se que tal atitude é um dos possíveis fomentadores da chamada indisciplina na escola. Conclui-se que o papel do professor é fundamental tanto na escolha e utilização de textos sobre o tema, quanto na seleção do material didático, o qual traz implicações para o processo de construção de identidade e, principalmente, de auto-identificação do aluno.

Palavras-chave


identidade; diferença; educação

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.