A representação social de professor em fanpages do Facebook

Messias Dieb, Júlio Araújo, Jamilley Lima Vasconcelos

Resumo


Com o desenvolvimento das tecnologias digitais, as redes sociais tornaram-se o mais eficaz meio de propagação de ideias sobre diferentes objetos e aspectos da sociedade. Com base nisso, neste artigo, analisamos a representação social de professor compartilhada em fanpages "Professor dá Depressão" e "Profissão Professor" da rede social Facebook. Com base na teoria das representações sociais (MOSCOVICI, 1978; JODELET, 1989; 2001), selecionamos imagens das fanpages citadas, sobressaindo-se, nesta seleção, aquelas com maior número de curtidas, compartilhamentos e comentários acerca da profissão de professor. Elas foram agrupadas em blocos temáticos e tiveram seus comentários analisados pelo método da análise de conteúdo (BARDIN, 1977). Os resultados da análise mostram que o professor é representado como alguém que trabalha exaustivamente, ganha pouco em relação ao que trabalha e, por isso, é um sujeito oprimido e mal sucedido na vida.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.