Complexidade e qualidade na educação linguística

Roberval Araújo de Oliveira

Resumo


Pautando-se na teoria da complexidade, na abordagem ecológica e no conceito de comunidade de prática, este artigo discute o que configura qualidade no âmbito da educação linguística. Tomo como base uma narrativa de aprendizagem e formação de um professor de ILE para examinar como os conceitos da complexidade, da ecologia do desenvolvimento humano e dos sistemas sociais de aprendizagem podem circunscrever uma melhor compreensão do que poderíamos definir como a qualidade a ser almejada na educação linguística. Concluo com considerações acerca dos desafios e contribuições que a incorporação da noção de qualidade aqui esboçada pode trazer para as disciplinas da linguagem e para a educação linguística.

Palavras-chave


Complexidade; abordagem ecológica; qualidade; narrativa; educação linguística

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.